Dicas para aproveitar as férias com seu pet

O período das férias é um momento relaxante para os humanos, motivo de muita alegria. Entretanto, para os animaizinhos, começa uma fase estressante e um pouco instável. Afinal de contas, as viagens podem ser cansativas, tanto de carro quanto de avião.

É importante avaliar se seu amiguinho é sociável, se ele se dá bem com outros cães e outras pessoas além de seus tutores, pois nesse período é muito comum que o seu pet estranhe a convivência com novas pessoas e novos animais.

Pensando nisso, os especialistas aqui da Pet Center 22 trouxeram dicas indispensáveis para tornar esse período muito mais agradável para os nossos amiguinhos.

Como posso preparar o meu pet para uma viagem longa?

Se você gosta de pegar a estrada, é ideal analisar como o seu bichinho se comporta em longas viagens terrestres. Alguns podem ter enjoos e até mesmo vomitar, por isso é importante analisar como é o comportamento, para ver se o seu destino é viável para ele também. Além disso, é importante manter os itens de segurança específicos como o cinto de segurança para pets ou caixa de transporte para evitar que se machuquem durante o trajeto.

A temperatura do carro é muito importante! Ainda que estejamos em época de temperaturas mais baixas, moramos num país tropical e nem todas as regiões apresentam temperaturas amenas. Por isso, manter o carro fresco é importante para evitar enjoos. Aliás, evitar de alimentá-lo algumas horas antes da viagem e fazer pausas durante o trajeto é muito importante para diminuir o stress do percurso. Converse com o veterinário para ter uma orientação mais adequada.

Em trajetos aéreos o que determina se o animal irá na cabine junto ao dono, ou no compartimento de cargas em caixas ou bolsas, é o peso do seu pet. A maioria das companhias exigem idade mínima de 04 meses para embarque e peso máximo de 10 kg, incluindo a caixa de transporte. A recomendação é que você identifique o seu amiguinho com todos os dados e telefone em uma coleira, atestado de saúde válido por 10 dias após a emissão e a carteira de vacinação contendo a vacina, lote e fabricante. É importante que antes de viajar, verificar com a companhia e o lugar de destino, quais as documentações necessárias de cada um, que normalmente variam.

Atenção, tutores! Se o seu animalzinho for de pequeno porte, ele deve ser sempre transportado no banco de trás em cadeiras apropriadas, caixas de transporte ou cinto peitoral. O Código Brasileiro de Trânsito exige que os pets viajem com segurança, e viajar com pets com a cabeça na janela, no colo ou nas partes externas do veículo, resultam em multa e penalidades ao condutor.

Lembre-se: se você tem um gatinho, ele deve sempre ir na caixa de transporte.

Se o seu cão for de grande porte, ele deve viajar devidamente abrigado em caixa de transporte adaptada ao tamanho dele.

Outro item obrigatório é a carteira de vacinação em dia. As obrigatórias em cães e gatos são as antirrábicas, que são exigidas tanto em viagens nacionais quanto nas internacionais. As vacinas recomendadas para os cães são as múltiplas (V8 ou V10) e para os gatos, as múltiplas são V3, V4 ou V5. Para os cães, existem as vacinas opcionais: gripe, giárdia e leishmaniose.

Sabemos que nesse período de viagens, é comum que os tutores saiam para se divertir e nem todas as programações podem ser feitas junto do seu pet. Por isso, é importante tomar alguns cuidados para controlar a ansiedade e socializar seu pet com outros animaizinhos.

O ideal é abusar de passeios e não deixar o seu pet sozinho por muito tempo, principalmente se o local for desconhecido para ele. Além disso, você pode deixar brinquedos e pertences seus, para que ele sinta o seu cheiro e o ambiente se torne um pouco mais familiar para ele.

Se houver outros animais desconhecidos no ambiente, é muito importante que a socialização seja feita sempre sob supervisão. O correto é que seja feita em uma área ampla e em um ambiente calmo, sem que haja a disputa entre comida e brinquedos, por exemplo.

É muito importante fazer uma consulta veterinária antes da viagem! Você precisa ter certeza de que todas as vacinas estão em dia. Além disso, você precisa do atestado de saúde e identificar se há necessidade de algum medicamento para enjôo e estresse.

Agora que você já tem todas as dicas necessárias, é só preparar a mala, o kit viagem do seu pet e cair na estrada!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.